Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Viver com a bipolaridade

Tenho um único propósito, para já, pois tenho uma doença mental (riso)! Partilhar com todos, os dispensarem uns minutos para ler, os meus pensamentos e sensações. Não me deixam descrever mais. Leiam! <3

Viver com a bipolaridade

Tenho um único propósito, para já, pois tenho uma doença mental (riso)! Partilhar com todos, os dispensarem uns minutos para ler, os meus pensamentos e sensações. Não me deixam descrever mais. Leiam! <3

20.Out.17

...

Sofia Fonseca
Ontem não consegui fazer uma posição de yoga e a minha reação foi rir. De imediato o instrutor diz: " Essa é a atitude do yoga! Não queremos ser perfeitos. O nosso ego não pode ser superior."   Não quero ser perfeita, só ser capaz de seguir em frente. Deixar de ser o bebé que chora no primeiro dia de aulas, mas sim aquele que ri com as adversidades e segue!   Estar assim, nesta depressão, com a vida em suspenso, ou na luta, é terrível. Não quero adormecer, não quero (...)
20.Out.17

Vai e vem

Sofia Fonseca
 Ouçam o que ela diz e a letra da música :) A mim inspira-me, quem sabe não faz o mesmo a vocês! <3   Bom dia de coração cheio <3 (novamente)
20.Out.17

Peter Pan

Sofia Fonseca
Bom dia   Uma manhã de chuva moderada como eu gosto!   Voltei, como todos os dias, a enfermeira. Falamos no meu síndroma Peter Pan! Gostava de mudar, para meu bem, mas não sei por onde começar, nem identificar exatamente onde o sou. A excepção de tudo o que isso origina, os ataques de panico!   Vou continuar a luta, e vocês pelo que lutam?   Sofia
19.Out.17

Insónias

Sofia Fonseca
Insónias, nem começo pelo “boa noite”. Estou estendida na cama, com dores num joelho porque caí, e ninguém na rua se ofereceu para me ajudar a levantar. É a nova sociedade! Egoista, que finge que não vê. E lá vim eu a cochear para casa, depois do yoga. A reflectir no porquê do blog ter agora menos visualizações. Onde estou a falhar. Construi-o para ser uma ponte entre mim outras pessoas que sentissem coisas semelhantes e nos podessemos ajudar e partilhar histórias. Sinto, (...)
18.Out.17

"Vai e vem" - Mallu Magalhães

Sofia Fonseca
Sei que cê não gosta dessa história de vai e vem Tudo bem, a gente fica mais em casa De noite você sonha com a vida que você quase tem Meu bem, quase já é muito bom A felicidade vem nos microssegundos A paz de verdade anda aí pelo mundo Sei que cê não gosta nada dessa história de vai e vem Meu bem, eu tenho meus sonhos e planos O vento na janela, coisas não esperam pra acontecer Eu sei que já passaram tantos anos A felicidade vem nos microssegundos A paz de verdade anda aí (...)
18.Out.17

Adeus medo (só porque gosto de escrever)

Sofia Fonseca
Parabéns! Hoje é o teu dia. Afinal, são todos. Cada dia é um dia mais de ti. Tens a pele nívea, cor da cale, és como um nevoeiro que se abate sobre a serra e só se vislumbra as formas retorcidas das coisas. Tens vários nomes, mas o melhor, objectivamente, é Medo. Poderia também ser pânico, mas o primeiro é mais abrangente, acho eu. És um flagelo tão grande que incapacita a minha vida. Como o terror do primeiro beijo ou do inicio  de um ano escolar. És tu, meu doce e amargo Medo. Não tens nome, mas foste criado em mim e fustigando o meu peito lentamente até criares raízes em todo o meu corpo. Resides em cada canto meu. E hoje, tens o teu aniversário. Mais que em outros momentos estás presente numa nova etapa da minha vida.
17.Out.17

Mais yoga

Sofia Fonseca
Boa noite!   Como a memória não ajuda não sei exatamente como o instrutor de yoga disse mas acho que foi qualquer coisa como "aceitemos e contemplemos, não há espaço refletir nesse momento". Ele afirmou-o num momento em que estávamos a fazer um exercício uma colega minha não conseguia chegar ao pé, e saiu-lhe uma frase tão verdadeira, tão profunda.    É mesmo isso, temos que aceitar e contemplar. Eu, Sofia, devo aceitar que agora não posso trabalhar, nem estar todos os (...)